Interoperabilidade BIM: Integração SketchUp & Revit – Assista ao Webinar!

A Integração e interoperabilidade entre software tem se tornado cada vez mais importante no dia-a-dia de quem trabalha com projetos, especialmente com crescente onda da tecnologia BIM. Conseguir aliar os benefícios e características de cada plataforma garante melhor qualidade de projetos e ganho de produtividade em projetos multidisciplinares.

O propósito deste post é elencar os diferentes métodos de troca de informação de dados e integração do SketchUp Pro e Revit, programas que estão entre os mais utilizados pelos projetistas no Brasil e no mundo*. Para os estudos, foram utilizados o SketchUp Pro 2017 e o Revit 2017.

Como integrar o SketchUp e o Revit com precisão de informações?

Bom, existem alguns modos:

  1. Por leitura direta de dados a partir de comandos de importação e exportação que podem existir dentro de um ou dos dois programas. Este método se aplica apenas à importação de arquivos do SketchUp Pro para o Revit e não no sentido inverso.
  2. Por uso de plug-ins exportadores de modelos. Neste método, observamos a existência de dois plug-ins para Revit, capazes de exportar modelos de Revit para o SketchUp. São eles o rvt2skp e o SimLab SketchUp Exporter. Não foram encontrados plugins que exportam modelos do SketchUp Pro para o Revit (em formato .RVT).
  3. Por meio da importação e exportação sob formatos de arquivos que fazem a intermediação entre o SketchUp Pro e o Revit. Neste caso, verifica-se que é possível exportar um modelo do SketchUp Pro para o Revit utilizando os formatos .DWG ou .IFC, por exemplo. No sentido inverso, ou seja, do Revit para o SketchUp Pro, também é possível utilizar os formatos .DWG e .IFC.
  4. Por último, mas não menos importante, existe um modo de fazer a troca de informações entre estes programas (e outros) em que o que se transmite, entre arquivos .SKP e .RVT, são dados relacionados à construção geométrica de elementos (entre outros atributos), fazendo com que, ao se alterar a geometria de um piso em um deles, por exemplo, o mesmo piso, no outro software, sofreria a mesma alteração. Tal processo de trabalho, onde os modelos não transitam, e sim os dados que modificam os objetos dentro dos arquivos, é a base de funcionamento de uma plataforma chamada Flux, que apresenta plug-ins para SketchUp, Revit e outros softwares.

Como forma de apresentar as informações acima de modo mais sintético, elaboramos o quadro a seguir:

Interoperabilidade
Métodos de troca de informações entre SketchUp e Revit – até junho de 2017

Resumindo e observando a tabela é possível perceber, por exemplo, que para o procedimento exportar um modelo do Revit para o SketchUp Pro você pode usar: exportação em DWG, exportação em IFC, uso do plug-in rvt2skp ou uso do plug-in SimLab; também é possível fazer com apenas os dados de um modelo do Revit alterem objetos do SketchUp, via Flux.

Interoperabilidade

Para outros fluxos de trabalho, como importar um arquivo de SketchUp no Revit, também existe mais de um procedimento a seguir.

Portanto, a questão a ser abordada neste momento, é demonstrar como esses procedimentos funcionam e quais são os resultados atingidos ao final da realização de cada um deles, correto?

Isso mesmo.

“E isso não está neste post?”, você pode estar se perguntando agora.

Bom, a resposta é (ainda) não!

Para demonstrar como funciona a troca informações entre a integração do SketchUp Pro e Revit, assim como os resultados obtidos, de modo que você possa escolher qual método (ou quais métodos) você prefere usar no seu dia-a-dia, o arquiteto especialista em BIM e diretor do TI Lab/ProBooks, a convite da totalCAD, representante exclusiva do SketchUp no Brasil, apresenta o seguinte Webinar GRATUITO:

 “Interoperabilidade entre SketchUp Pro e Revit”, o primeiro de uma série de webinars a serem realizados em parceria entre as duas empresas!

Dia: 30 de Junho 2017  sexta-feira, às 19h.

 

Até lá!

João Gaspar
arquiteto e diretor do TI Lab/ProBooks
Arquiteto formado pela FAU-USP em 1999, é um dos fundadores e o atual diretor do TI Lab, centro de treinamento especializado em modelagem 3D e BIM, com cursos orientados ao mercado AEC. Desde 2003, Gaspar ministra palestras sobre BIM, modelagem 3D, renderização, fabricação digital e outros temas relacionados à tecnologia aplicada à arquitetura, urbanismo e design, e também promove oficinas hands-on de diversos softwares em diversas faculdades e eventos pelo Brasil. Em 2006, fez parte do quadro de professores da Escola da Cidade, faculdade de arquitetura e urbanismo localizada em São Paulo.

 

 

 

 

0 Comentários

    Deixe um comentário

    Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"