Arquitetura: como lidar com aquele cliente moderno?

Arquitetura: como lidar com aquele cliente moderno?
Rate this post
Os clientes de arquitetura mudaram drasticamente nos últimos anos. As mudanças sociais, econômicas e tecnológicas das últimas décadas fizeram com que as relações entre consumidores e prestadores de serviço se confundissem, principalmente durante o avanço da era digital, o que, por exemplo, facilitou o acesso à informação e acabou chegando ao chamado “prossumidor” — neologismo que une “profissional” e “consumidor”, indicando um novo perfil para os clientes. 

Por isso, esse cliente moderno impõe também uma série de desafios para os arquitetos, na medida em que ele já chega ao escritório com uma ideia pronta do que quer, balizada por pesquisas feitas previamente na internet. Nessa hora, é preciso muita estratégia e jogo de cintura para demonstrar caminhos alternativos, viáveis e efetivos para aquele projeto.

Afinal, há uma distância considerável entre os dados colhidos em sites e softwares (muitas vezes duvidosos) e o planejamento concreto, realizado por um arquiteto profissional.

Quer saber como lidar com o cliente moderno, ganhar sua confiança e alavancar a sua empresa? Pois, neste post, damos algumas dicas preciosas para o seu sucesso!

Entenda o cliente moderno

Um primeiro passo para se dar bem no mercado atual da arquitetura é conhecer o perfil do consumidor moderno, para compreender suas necessidades e os seus anseios.

A sociedade moderna é caracterizada pela cultura do compartilhamento e, como consequência, os clientes estão hiperconectados, conhecendo melhor os seus direitos e exigindo soluções rápidas.

Antes, um cliente insatisfeito tinha, no máximo, o poder de influenciar seus círculos sociais mais próximos. No entanto, atualmente, com as redes sociais, ele pode fazer reclamações que se espalham numa velocidade enorme e atingem um número imprevisível de pessoas.

Por isso, o diálogo com o consumidor é essencial para evitar danos à sua imagem. Seja sempre cortês e busque encontrar a melhor solução para as suas demandas. Explique, por exemplo, de forma cuidadosa, possíveis dados equivocados retirados na internet.

Trate bem o consumidor

Nesse sentido, investir em relacionamento e aperfeiçoar o poder de comunicação é vital para engajar o consumidor e o atrair. Desse modo, demonstre estar sempre atento aos argumentos do cliente e tenha paciência para explicar a diferença entre a concepção do projeto e a obra em si.

Ao se sentir bem atendido, ele também vai compartilhar na rede a sua satisfação e indicar sua empresa para outras, criando uma rede de avaliações positivas, sumamente importante na captação de novos clientes.

Eles são agora muito mais seletivos e atentos ao posicionamento das marcas e à forma como elas se relacionam nos ambientes digitais.

Invista na comunicação digital

Se o cliente moderno está conectado 24 horas por dia, seu escritório de arquitetura também precisa lançar mão de estratégias para aumentar a presença na rede e buscar formas de interação. Assim, ele vai estar na mesma sintonia que os consumidores.

Apostar no Marketing de Conteúdo, por exemplo, pode ser bastante produtivo para se posicionar de maneira inteligente no mundo digital. Isso porque clientes querem obter informações de qualidade, com a explicação de processos de forma simples, criativa e, principalmente, correta.

Além disso, é importante manter os canais de comunicação sempre abertos. Consumidores modernos buscam respostas instantâneas, e isso conta muito na hora de eles escolherem uma empresa. Busque criar um perfil para a sua marca que:

  • Represente os projetos que você desenvolve;

  • Interaja com os consumidores.

Busque aperfeiçoar a arquitetura de softwares

Um grande diferencial das empresas de sucesso é o fato de investirem bastante em soluções criativas para os seus sites. E é justamente aí que entra a chamada “Arquitetura da Informação”, que significa organizar todos os dados em uma página, para tornar sua navegação mais dinâmica, intuitiva e prazerosa.

Essa arquitetura é que vai definir se o cliente moderno permanecerá em seu site ou buscará outro. Por isso, invista em recursos interativos, capazes de surpreendê-lo.

Já, pensou, por exemplo, em apresentar o seu projeto ou portfólio com demonstrações 3D ou com a chamada “realidade virtual”?

Seja um arquiteto moderno

Um cliente moderno exige também um arquiteto sintonizado às demandas da modernidade, capaz de suprir suas necessidades. Por isso, invista em cursos de especialização e fique atento às últimas novidades do mercado. Ter conhecimento amplo é relevante para tratar com clientes, em geral, muito bem informados. O mesmo vale para o domínio das novas tecnologias.

O arquiteto moderno sabe que aquele tempo em que duas pessoas sentavam em uma mesma sala para fechar contratos já não existe mais. A dinâmica espaço-temporal da internet exige novas formas de relacionamento. É preciso, portanto, desenvolver maneiras de apresentar os projetos ao cliente em diferentes lugares.

Do mesmo modo, na interação com o cliente, busque vender mais do que arquitetura. É necessário oferecer também os valores que ela pode oferecer, como:

  • Qualidade de vida;

  • Economia;

  • Preocupação ambiental etc.

O cliente moderno está sempre antenado a uma série de coisas inter-relacionadas e valoriza essa conexão entre a obra e estilos de vida.

Ofereça soluções integradas

Uma solução que reúne todas as demandas dos clientes modernos e que facilita — e muito! — a vida dos arquitetos diz respeito à importância de usar softwares elaborados e soluções integradas, capazes de unir desde os desenhos esquemáticos até o percurso final da construção.

É preciso buscar opções que proporcionem uma visualização rápida de todos os processos, o que envolve:

  • O estudo pre-limiar;

  • A apresentação do projeto;

  • O desenvolvimento do projeto e estimativa de material;

  • O detalhamento de documentação

Tudo isso integrado e disponível de forma rápida.

Softwares como o SketchUp, por exemplo, permitem produzir desenhos digitais 3D em diferentes escalas, o que torna a explicação do projeto muito mais intuitiva e adequada ao cliente moderno.

Conheça o exemplo da Morteson e sua relação com o SketchUp Pro

Além disso, programas como esse permitem transformar o modelo em tours animados, garantido uma experiência real aos consumidores.

Eles são ainda bastante úteis para apresentações em trânsito, devido à sua facilidade de acesso e usabilidade, pois contam com uma interface amigável e dinâmica, totalmente afinada com o consumidor atual e suas características. Outra vantagem é serem financeiramente acessíveis.

Tudo isso pode ajudá-lo a lidar de forma eficiente com um grupo de perfil tão único como seus clientes de arquitetura. Entenda sua percepção, ofereça seu melhor e tenha a certeza de estar conquistando-os ao dar exatamente o que esperam.

Está pronto para lidar com seus clientes modernos? Quer buscar mais soluções para seu escritório de arquitetura?

2 Comentários

  1. Realmente, os clientes mudaram muito mesmo, muitos não tem o mesmo ponto de vista do profissional, isso dificulta muito na hora de fazer o serviço!!

  2. Avatar
    elivaniasays:

    clientes mudaram muito, e principalmente aqueles que são influenciado pelo construtor, o arquiteto pensa em tudo e o construtor diz ser exagero, quando se executa muda tamanho de porta e posição , o que der ele muda sem dizer nada, fala que fez errado deixando nada reto e assim vai. muitos preferem ouvir o construtor do que arquiteto. mais comum o cara diz entender de construção e não entende. e arquiteto fica preso, poque não foi quem contratou nem esta pagando, é proprietário da obra.

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.