File Compare: Compare arquivos DWG e descubra suas diferenças automaticamente.

Ao elaborar e gerenciar projetos, às vezes é preciso encontrar as diferenças entre dois desenhos de aparência semelhante, como uma original e uma revisada. Ter uma ferramenta para comparação de desenho automaticamente é muito melhor do que fazer a olho nu.

E isso já é uma realidade, o ZWCAD possuí um recurso de comparação de arquivos DWG de fácil utilização e alta produtividade.

Vamos ver como funciona o comparador de arquivos.

Acesse o comando através do menu Express>tools e escolha Ferramentas > Comparação de arquivos:

 

Na caixa de diálogo clique em “Browse” para procurar as duas versões do arquivo para serem comparados.

É possível escolher o arquivo inicial (old) e o arquivo com as revisões feitas (new) e então determine as entidades e tipos de elementos que deseja comparar ativando e desativando as propriedades na caixa de filtro “Compare Filter”.

Em questão dos layers apresentados você pode tanto mantê-los como padrão, ou alterar da forma desejada.

O arquivo Old ele nos mostrará tudo que está diferente em vermelho, suponhamos que no projeto inicial você apague uma entidade de mesas e cadeiras, ele mostrará em vermelho no arquivo old. Já tudo que foi criado ficará em verde no arquivo NEW,

Veja um exemplo prático nas imagens abaixo:

Nesse caso, apagamos duas mesas de jantar , em seguida copiamos o bloco da geladeira e modificamos a mesa de jantar. (note que as entidades que não foram modificadas ficam com a layer em um tom cinza claro, evidenciando assim tudo que foi alterado).

A função de Comparação de Desenho DWG identifica objetos que foram modificados, adicionados ou removidos nos desenhos “antigos” e “novos” que estão sendo revisados.

Com base no status do objeto, as cores são atribuídas, as quais você pode personalizar alterando suas cores.

Depois de clicar no botão Comparar, os dois desenhos DWG são exibidos e as alterações exibidas em cores nos desenhos, com base nos tipos de alterações.

Vemos que as diferenças entre dois desenhos são marcadas com cores especiais, enquanto os elementos iguais são mostrados em tons de cinza. Essa representação visual facilita a distinção entre objetos que são removidos, alterados ou adicionados.

Podemos salvar imagens dos dois desenhos para registrar suas diferenças.

Aqui temos um vídeo que mostra o quão fácil é utilizar essa ferramenta inteligente de produtividade:

A comparação de arquivos DWG do ZWCAD é um recurso inovador e poderá economizar horas de trabalho na gestão de projetos em CAD.

Agora que você já sabe como utilizar, gostaria de testar em seus arquivos? Faça o download agora e avalie o ZWCAD!

 


Leia Também:

Pelo mundo com SketchUp.

Neste mês de Setembro o Sketchup.com esta fazendo uma viagem ao redor do mundo para celebrar todos os lugares que maravilhosos projetos de modelagem 3D estão tomando forma.

De Barcelona a Bangalore (e em qualquer lugar entre os dois), os usuários do SketchUp criam designs notáveis, geralmente influenciados por seu ambiente único.

Queremos que você compartilhe com seus companheiros de trabalho seus projetos de modelagem usando a hashtag #SketchUp_Global nas redes sociais para ter uma chance de aparecer em nossas redes sociais.

Aqui está um resumo dos principais projetos desenvolvidos no SketchUp.

O projetista Diyar Aydoğan imagina uma fuga tranquila da agitação.

Londres, Inglaterra
Diyar Aydoğan – Inglaterra
A OPM Render Studio compartilha um visual incrível dessa cena de neve.
Entre nesta casa na floresta, escondida nas encostas.  
Por Alets Alvarado.
Peru

 

Leia Também:

Alets Alvarado – Peru

 

Doig Arquitetura e este design com vistas deslumbrantes para a baía de Port Phillip.
Melbourne, Austrália

Doig Arquitetura – Austrália
Doig Arquitetura – Austrália

Leia Também:

Doig Arquitetura – Austrália
A Onxy Design Collective nos faz sonhar acordado com este refúgio na montanha em Park City.
Utah, EUA

Leia Também:

 

 

 

Um oásis na cidade.
Maria Alarcon projeta um telhado, onde a dureza da pedra e da madeira se misturam com a vegetação que cresce livremente.
Barcelona, Espanha
Maria Alarcon – Espanha
Esta casa no sul da Califórnia, realmente não tem ângulos ruins.
Califórnia, EUA
O arquiteto Steve Giannetti combina uma aparência antiga e desgastada com materiais naturais para criar um espaço atemporal e fresco.
Animação por Voxl.Vision.

Leia Também:

Steve Giannetti – EUA
A Nad Design nos transporta para este refúgio exuberante na costa.
Indonésia
Nad Design – Indonésia

Leia Também:

Nad Design – Indonésia
Agora isso é um escritório! Adoramos este interior da Tacata Arts.
Bangalore, Índia
Tacata Arts – Índia
A seguir: destacamos a casa tropical de Doddy Setiawan com lindos detalhes em verde, por dentro e por fora.

Doddy Setiawan
Doddy Setiawan

Leia Também:

Doddy Setiawan

 

Estamos encerrando com uma lista de tipos de exibição de Marco Corrêa.
Brasil
Marco Corrêa – Brasil

Obrigado por se juntar à nossa viagem ao redor do mundo! Lembre-se de participar usando a hashtag #SketchUp_Global.

Faça projetos fantásticos como esses usando o SketchUp 2019. Aproveite os 30 dias de teste grátis e faça suas modelagens 3D ainda mais profissionais. 

 

Projeto UmaHorta, uma iniciativa do criador Fabiano Crespilho que vai servir de inspiração pra muita gente!

Conheça o projeto de Fabiano Crespilho, criador do UmaHorta no Telhado, que poderá ser uma das casas mais eficientes e sustentáveis da capital paulista.

Fabiano é artesão, economista, técnico de eletrônica, programador de computadores, e foi ao retornar de uma viagem do México ao Brasil em uma Kombi, depois de diversas experiências com a natureza e trabalhos comunitários que percebeu o quão benéfico seria para a sociedade uma moradia com espaço vivo.

Sem planejar, começou a construir uma horta aquaponica sobre o telhado da casa da sua mãe em São Paulo, foi então que deu início ao projeto UmaHorta.

A totalCAD, em entrevista com o Fabiano, trouxe algumas curiosidades sobre o projeto que vale a pena você conhecer:

totalCAD: Como surgiu a proposta de uma casa sustentável?

Fabiano: Estudei graduação e mestrado em economia, e aprendi bem o que é eficiência e sustentabilidade na teoria. Mas, ao terminar o mestrado que foi lá no México, comecei a viajar, morando em uma Kombi!

Foto: Kombi / motorhome em Mahahual, no México (2010).

E parava mais tempo nas localidades que ofereciam algo que eu desejava aprender.
Foi, assim, que vivi e trabalhei como voluntário no Instituto Mesoamericano de Permacultura, nas margens do lago Atitlán, na Guatemala. […]

Mas quando cheguei a São Paulo e lá de cima do telhado vi a cidade em volta, compreendi que não havia nada menos eficiente, sustentável e econômico do que um telhado!

O Sol fornece energia para todos. Nos lugares onde agora existem cidades, antes haviam plantas e outros organismos que aproveitavam essa energia. Mas as cidades ainda não fazem isso. Para se ter uma ideia, o telhado de 130 m² da minha casa recebe pelo menos 14.757 KWh de energia todo mês!

Pensa no que se pode fazer com isso! Não é possível transformar toda ela em eletricidade, mas somente para efeito de comparação, essa energia é 140 vezes maior do que geralmente consumimos da companhia elétrica a cada mês!
Eu explico isso em mais detalhes em um artigo disponível na Internet. […]  

totalCAD: Qual foi a sua inspiração para iniciar o projeto?

Fabiano: Subir em qualquer telhado é gostoso. Mas o da casa da minha mãe é especial. Acho que foi a vista impressionante que se tem lá de cima que me inspirou. É maravilhoso ver todo aquele céu e ter a Serra da Cantareira no horizonte, sem nenhuma construção fazendo sombra!

Foto: Vista do horizonte desde o UmaHorta no Telhado.

totalCAD: Quem você pensou beneficiar com esse projeto?

Fabiano: Primeiramente a mim mesmo! Eu gosto muito de criar, construir com as mãos e experimentar com ideias novas.

Pensei na minha mãe: Acredito que realizar atividades físicas em sua horta vai ajudá-la a manter-se com mais saúde e disposição.

Mas, acontece também que a casa está de frente a um semáforo importante de uma grande avenida daqui da periferia da capital paulista e o UmaHorta no Telhado pode servir de inspiração para muita gente!

Pretendemos receber visitantes gratuitamente e permitir-lhes criar a memória de uma experiência agradável em uma horta totalmente funcional sobre o telhado.

totalCAD: Como foi o processo de criação do projeto UmaHorta?

Fabiano: O UmaHorta está sendo construído de forma artesanal.
No começo, tinha todo o projeto somente na minha imaginação e alguns poucos rabiscos no papel.

Cada elemento do projeto começava a ter seus contornos soldados diretamente no próprio local. E, algumas vezes tive que modificar estruturas que já estavam completamente soldadas para incorporar necessidades que não tinha conseguido prever.

Não imaginava ser tão fácil usar um software de modelagem 3D.

Quando necessitei mostrar o projeto para os demais, tomei coragem, instalei a versão de avaliação gratuita do SketchUp e aprendi em instantes.
A parte superior do jardim já estava bastante avançada quando comecei a fazer o modelo 3D:

Foi necessário somente um vídeo-tutorial de 11 minutos para começar a trabalhar. Em questão de duas semanas, tinha uma primeira versão do pavimento inferior e superior da casa, trabalhando no modelo algumas poucas horas por dia, após o expediente da obra.

Era mais difícil tomar as medidas do que desenhar no SketchUp. E nele já incorporava detalhes surpreendentes do acabamento final com ajuda do 3D Warehouse!

Se eu soubesse que seria tão fácil teria aprendido no começo e economizaria muito tempo. É uma ferramenta completa e extremamente intuitiva.

Por vezes tinha a impressão de que o programa era capaz de ler meus pensamentos!

Desenvolvendo o trabalho em uma velocidade impressionante.

Com alguns cliques coloco milhares de trepadeiras e plantas no espaço, movo uma rampa de acesso e visualizo o resultado no projeto inteiro para, então, começar a soldar a peça no local.

totalCAD: A casa UmaHorta reutiliza a água e aproveita a energia solar para produção de alimentos, entre outras funcionalidades. De que maneira começou este planejamento? 

Fabiano: Um teto verde pode ser projetado para usar pouca água além da proveniente das chuvas. Mesmo assim, na maioria dos casos, é recomendável a rega nos períodos de estiagem.

Se a ideia é a de uma horta grande e sustentável, eu não poderia empregar a água tratada da Sabesp e deixá-la ir pelo ralo com os nutrientes. Seria um desperdício de recursos.

Então decidi dar mais um passo, capturar a água da chuva e tratá-la!

As plantas, peixes e demais microrganismos podem viver em um sistema aquapônico semifechado e tratar a água, alimentando-se do material orgânico adicionado nela.

Basta conhecer a natureza e copiar as condições ambientais que cada organismo útil para nós necessita para viver.

No UmaHorta temos um Reator Biológico, diferentes microclimas e dezenas de tanques em um esquema chamado de Living Machine.

Para automatizar isso, e manter a qualidade da água, adicionaremos alguns mecanismos de monitoramento e controle, como o balanço do PH e a cloragem da água a ser utilizada no interior da casa.

Corte longitudinal do Jardim Superior do UmaHorta para visualização dos fluxos

As plantas menores ficam na frente e não fazem sombra nas maiores que ficam no fundo.

A água dos tanques superiores desce pela ação da gravidade para os recipientes seguintes como em sistemas de terraças.

Os planos inclinados aumentam a resistência e proporcionam inclusive um desenvolvimento intelectual superior aos moradores.

Além disso, ao manter o telhado original por debaixo da horta, criamos um espaço protegido para abrigar os encanamentos e equipamentos e facilitar a manutenção. Além de criar um microclima especial para o cultivo de cogumelos e microrganismos que colaboram com o trabalho de filtragem e purificação da água.

totalCAD: Quais os desafios você encontrou para dar início a UmaHorta?

Fabiano: Acho que foi pensar em algo que é diferente do padrão e não conseguir compartilhar ideias tão complexas sem um apoio visual.
Com o SketchUp ficou mais fácil “dizer” o que estou fazendo:

totalCAD: Quais os aspectos positivos de uma moradia com plantas/espaço vivo?

Fabiano: Em primeiro lugar, as plantas são provavelmente as “máquinas” mais eficientes para aproveitar a energia solar e produzir bens diretamente úteis a nós humanos.

Painéis fotovoltaicos aproveitam somente 10% dessa energia e coletores térmicos 60%, na prática.

As plantas e microrganismos além de absorver quase toda energia solar e transformar as ilhas de calor em ilhas de bem-estar […]. Proporcionam água limpa, ar puro, úmido e agradável, aumentam a biodiversidade e controlam as pragas urbanas, ajudam a economizar recursos, embelezam a cidade, dão sombra, conforto térmico e acústico, motivam atividades físicas, aumentam a eficiência dos painéis fotovoltaicos, etc.

Com uma casa viva, temos um sistema onde todos ganham.

O ambiente vivo ao nosso redor é capaz de processar a nossa influência e nos devolver algo que nos alimenta energética ou mentalmente, além de materialmente.

Cada um entende isso de uma forma diferente. Alguns dizem que ter plantas em casas é terapêutico. Seja uma questão energética, espiritual ou mental. O que ocorre é que nos sentimos bem.

Vista renderizada do UmaHorta com a extensão Enscape 3D do modelo feito no SketchUp.

totalCAD: O design teria um padrão ou seria possível adaptar as necessidades de cada residência?

Fabiano: O mais legal é construir já se pensando no alinhamento da casa e coberturas para o melhor aproveitamento da energia solar e recursos!

No entanto, geralmente, se instala o teto verde adaptando-se às condições existentes dos telhados ou lajes para se minimizar os gastos.

Uma versão básica com plantas como pequenas suculentas pode ser montada sobre quase qualquer casa, negócio ou necessidade a um preço acessível e já apresenta um benefício imenso.

É bom estudar a capacidade de carga da cobertura e estrutura da casa, além das condições climáticas de cada caso. Já existem empresas especializadas em tetos verdes no Brasil. O Instituto Cidade Jardim é uma delas.

totalCAD: Quais os materiais utilizados na construção de um teto verde?

Fabiano: O problema do aquecimento global é relativamente novo. Os anos de desperdício de recursos, petróleo e energia também parecem estar no fim.

E o mercado de soluções alternativas está engatinhando ainda. Telhas verdes que substituirão as telhas convencionais, módulos completos para lajes, e quem sabe até mini-fazendas autossuficientes serão vendidas em breve como soluções padronizadas em materiais leves e baratos para qualquer situação.

Aqui no UmaHorta, a maioria dos recipientes são de alvenaria. Usamos aço, concreto reforçado com microfibra e cobrimos tudo com fibra de vidro.

Estamos reaproveitando madeira de construção para os decks dos caminhos. E alguns dos reservatórios para plantas serão banheiras e caixas d’água de fibra de vidro recicladas e reforçadas sobre estruturas metálicas.

Nosso projeto não é um teto verde típico, estamos fazendo uma mini fazenda aquapônica e autossuficiente em água e energia sobre o telhado. E uma grande parte do trabalho foi reforçar a estrutura da casa.

O Reator Biológico para o tratamento de esgoto, por exemplo, que foi feito em concreto armado e tem 6 metros de profundidade, provavelmente não existiria se não precisássemos reforçar a fundação da casa no mesmo local.

totalCAD: Como relaciona sua proposta com a arquitetura e como acredita que isso pode ajudar a sociedade em que vivemos hoje?

Fabiano: Somos demasiadamente sensíveis ao ambiente que nos circula.

O arquiteto molda esse ambiente nas cidades. Sabendo ou não, ele é responsável pela manutenção ou transformação dos padrões de comportamento de toda a sociedade.

Vivi um ano na Europa e 5 anos entre México e Brasil, e entendi na prática como cada padrão arquitetônico se relaciona com a cultura local.

E senti que nos falta vida nas nossas cidades. É como se vivêssemos em um ambiente sem cores. Ajuda um pouco explicar com palavras, mas o arquiteto, por meio de sua obra, produz a experiência sensorial completa e acessível a todos.

totalCAD: Ao decorrer do projeto e avaliando como as pessoas reagem, acha que estão dispostas a essa mudança?

Fabiano: Pode até levar tempo. Mas essa mudança já está ocorrendo na Europa, que é o berço da cultura que recebemos no nosso processo colonizador.

Lá, cada vez mais empresas trazem vegetação e elementos da “natureza” para dentro dos locais de trabalho pois já sabem que isso aumenta a criatividade e produtividade dos seus funcionários. Além de reter as mentes mais brilhantes e talentosas na equipe! Já tem até nome: Design Biofílico!

O fato é que somos consequência de bilhões de anos de evolução em meio às plantas e demais seres. Tirá-los do nosso dia a dia gera uma deficiência.

É questão de tempo para que o restante do mundo complete essa transição.

E aqui está novamente o papel fundamental do arquiteto!

Você viu como foi simples para o Fabiano iniciar seu projeto no SketchUp, tá esperando o que pra conhecer melhor a ferramenta? Baixe a versão de avaliação e encante-se!

 


Leia Também:

SMART MOUSE um modo produtivo para acessar comandos no CAD.

Imagine a seguinte cena: um projetista precisa entregar um projeto com urgência e está trabalhando nos desenhos executivos.

Para entregar o projeto ele precisa fazer algumas horas extras e está cotando o desenho, talvez utilizando uma ferramenta como o DIMLINEAR, centenas de vezes para cada trecho importante que precisa de informação.

Agora pense, quanto tempo esse projetista economizaria se pudesse acionar o comando com apenas um simples gesto do mouse?

Sim, esse recurso existe e é possível aumentar significativamente a produtividade utilizando o Smart Mouse.

Como sabemos, existem duas maneiras de executar ferramentas no CAD: digitando na barra de comandos ou clicando nos ícones da toolbar e menu.

Agora, com o Smart Mouse, os comandos podem ser acionados instantaneamente por gestos do mouse que foram vinculados a ele.

Funções como o “DIMLINEAR” ou qualquer outra podem ser acessadas em qualquer momento por um simples gesto do mouse, digamos, desenhando uma linha de baixo para cima.

É muito eficiente ao acionar os comandos que são complicados de digitar na barra de comandos ou utilizados com muita frequência.

A ideia dessa funcionalidade é bem simples: em vez de apertar combinações de teclas, usar a barra de comandos ou gastar vários cliques nos menus mais complexos, basta segurar o botão direito do mouse e realizar um gesto pré-definido para que aquela função seja ativada.

Utilizando o Smart Mouse para acionar comandos

Incrível certo? Então, como o ZWCAD vai saber qual o comando que eu quero acessar pelo gesto do meu mouse?

Tudo pode ser configurado no painel de Configurações do Smart Mouse, que aparece clicando em “Configurações” no menu “Ferramentas”.

Como você pode ver na caixa de diálogo, é possível verificar o comando que será ativado pelo gesto do mouse. Desta forma, é possível acionar a ferramenta “Linha”, pressionando o botão direito do mouse e fazendo um movimento da direita para a esquerda com o cursor, já o comando “Círculo, basta mover o mouse da esquerda para a direita, e assim por diante.

Todos esses gestos, inclusive, podem ser customizados para o que você achar mais simples e natural.

Depois de um tempo utilizando essa funcionalidade, a prática se torna tão natural que fica difícil superar o ganho de produtividade em qualquer outro software CAD existente.

À medida que o Smart Mouse vem ganhando popularidade, mais e mais usuários de CAD tem aumentado sua produtividade.

Veja o que dizem os especialistas de mercado que utilizam Smart Mouse:

Prof. Arq. Roberta Vendramini – Diretora Cursos Construir
“Essa é minha parte favorita, eu descobri uma função que não encontrei em nenhum outro programa, que é a ferramenta Smart Mouse…. isso é bem bacana!” (fonte nesse vídeo)
Prof. Arq. Diogo Moita – Diretor 3DM
“Isso é muito louco, com o tempo vamos pegando habilidade e ficando bom em executar o comando, quanto mais usamos mais economizamos tempo. E o mais legal é poder configurar os próprios comandos” (fonte nesse vídeo)
Eng. Ray Howard – Especialista e Consultor CAD
“Os usuários avançados certamente adorarão esse recurso, pois elimina a necessidade de mover o cursor do mouse para trás e para frente em grande parte da tela para acionar comandos. “ (fonte nessa matéria)

Se você também quiser testar esse recurso fantástico, exclusivo do ZWCAD, basta fazer o download da versão de avaliação do software disponível aqui.


Leia Também:

SMART VOICE – Conheça a evolução das nuvens de revisão para anotações precisas no DWG!

Às vezes, se expressar verbalmente é mais eficaz e prático do que fazê-lo por escrito. Um comentário preciso de um especialista em uma revisão pode prevenir vários erros causados por uma falha de entendimento de outros envolvidos no projeto.

O modo tradicional de se fazer anotações em arquivos DWG, basicamente requer dois passos: incluir uma nuvem de revisão REVCLOUD e tratar todo o assunto em texto no arquivo. Embora a maioria dos projetistas tenham se acostumado a essa maneira, ainda existem dificuldades na comunicação que podem ser facilmente solucionadas com um recurso de revisão por voz.

Por exemplo, ao visitar um canteiro de obras com um tablet ou celular acompanhando o projeto usando CAD Pockets e auditando o andamento da construção, pode ser inconveniente ter que usar uma das mãos para digitar os textos e outra para segurar o equipamento.

Além disso, a velocidade de digitação normalmente é muito mais lenta do que gravar um comentário por voz.

Há casos também que ao fazer uma revisão o especialista precisa explicar não só o que deve ser alterado no projeto, mas o porquê tal revisão precisa ser feita, especialmente quando envolve times multidisciplinares, como na comunicação com arquitetos e engenheiros, marcenaria e elétrica, e assim por diante.

 

O SmartVoice, recurso exclusivo do ZWCAD, torna as revisões do projeto muito mais eficientes e produtivas, permitindo que projetistas adicionem anotações por meio de mensagens em voz.

É simples, basta gravar um comentário no arquivo DWG quando encontrar alguma falha em um canteiro de obra ou quando precisar orientar um parceiro de projeto que fará a revisão.

REVCLOUD e a organização do arquivo

Projetistas podem se sentir atormentados com desenhos contendo muitos REVCLOUD (nuvens de revisões) sobrepostas. Elas podem facilmente confundir e aumentar a possibilidade de erro em projeto.

Usando o SmartVoice, todos os áudios gravados serão salvos e exibidos como um ícone de microfone, mesmo nos comentários mais longos ocupará apenas o espaço de um ícone em seu DWG, assim nas revisões não precisa haver a preocupação em deixar o desenho confuso com sobreposição de informações.

SMART VOICE: Faça o seu projeto falar!

Para utilizar o Smart Voice, basta você acionar o comando por meio do menu de ferramentas (Tools).

Em seguida, você clica no local onde a nota de áudio ficará (normalmente próxima ao assunto ao qual ela se refere) e, assim que um ícone de microfone aparecer, é só clicar e segurar com o botão esquerdo do mouse para começar a gravar.

Cada nota adicionada em voz pode ter até 30 segundos de duração. O seu arquivo ficará com informações mais precisas e menos poluído, todos os envolvidos no projeto vão agradecer!

É esse tipo de cuidado na hora de revisar um arquivo que reduz o número de revisões, diminuem os erros e refletem em maior conforto nos seus prazos de entrega de projetos.

O ZWCAD, possuí ferramentas inovadoras e exclusivas pensadas para aumentar a sua produtividade. Gostou e quer avaliar?

Faça o download do ZWCAD e conheça mais sobre essa solução CAD utilizada por mais de 1 milhão de profissionais ao redor do mundo.

 


Leia Também:

Licenças para Professores e Estudantes são completas e tem benefícios exclusivos. Confira!

A cada ano letivo que se inicia, o SketchUp comprova ser uma ferramenta muito valiosa para estudantes e professores. É um software 3D poderoso e de fácil aprendizado e isso permite que alunos e professores se concentrem em elaborar projetos de qualidade ao invés de gastar horas tendo que estudar um software complexo para produzir o mesmo resultado.

O SketchUp Pro é o software de modelagem 3D mais utilizado no mundo para projetos de arquitetura, design e construção.

Preparar os estudantes para se tornarem grandes profissionais no mercado de trabalho, requer que eles tenham domínio das ferramentas que a indústria tem utilizado. Pensando nisso, professores e estudantes têm condições exclusivas para acessar ao pacote completo de benefícios do SketchUp.

Quais são os benefícios que vou ter como professor / estudante?

Dentro do mundo acadêmico, é imprescindível que professores e estudantes devam ter acesso total as novidades tecnológicas para projetos, de modo que suas licenças do SketchUp terão recursos similares a versão Studio, a mais completa para profissionais e que inclui diversos benefícios em uma única licença.

Preço Acessível

Com uma pequena fração do preço das licenças comerciais, as licenças para estudantes e professores do SketchUp trazem o que há de mais completo no pacote, sem nenhuma limitação!

Conheça o Pacote de Benefícios do SketchUp Studio:

SketchUp Pro 2019
SketchUp Completo para Desktop/MAC

LayOut
Transforme seu projeto 3D em pranchas técnicas 2D.

Style Builder
Crie seu próprio estilo de apresentação artística.

 

SketchUp Web
SketchUp web, versão web com os principais recursos para você utilizar em qualquer navegador, onde você estiver.

 

3D Warehouse
Acesso a maior biblioteca de blocos 3D do mundo, gratuitamente!

Extension Warehouse
Acesso a milhares de aplicativos para incluir novos recursos ao seu SketchUp Pro.

 

Sefaira
Software para análise de eficiência energética de um edifício com base em um modelo 3D.

Trimble Connect
Armazenamento de arquivos em Clound e gestão de projetos BIM interdisciplinares.

Mobile Viewer
Acesse e revise seus modelos 3D através do celular ou tablet.

 

Visualizador de Realidade Mista
Veja seus modelos 3D utilizando dispositivos de realidade aumentada e virtual.

Treinamentos
Acesso a materiais didáticos exclusivos de treinamento e aperfeiçoamento

  

Como obter a minha licença de Professor ou Estudante do SketchUp?

Para ter acesso aos benefícios exclusivos é preciso se enquadrar dentro dos termos para concessão de licenças de Estudantes ou Professores, confira:

SketchUp Studio para estudantes

Se você é aluno de uma instituição de ensino credenciada e gostaria de usar o Sketchup Pro, o LayOut, o Sefaira e os aplicativos de realidade virtual e realidade aumentada como parte de seu currículo, você está qualificado para aquisição de 1 licença de estudante do SketchUp Studio.

Esta é uma assinatura de 1 ano que só pode ser usada para trabalhos educacionais, sem fins lucrativos e não comerciais.
Para isso, basta acessar nossa loja online e fazer sua assinatura. Lembre-se que documentos comprovatórios serão solicitados.

SketchUp Studio para professores

Assim como estudantes matriculados em instituições de ensino podem solicitar sua licença do SketchUp Studio com desconto e todos benefícios, professores que ministram aulas em cursos de nível superior também tem privilégio adicionais para adquirir sua licença.

Lembrando ser uma assinatura de 1 ano que só pode ser usada para trabalhos educacionais, sem fins lucrativos e não comerciais.
Obtenha a sua licença de Professor agora, acesse nossa loja online.


Leia Também:

Veja quais requisitos recomendados para rodar o SketchUp

Como muitos programas , o SketchUp Pro requer determinadas especificações de hardware e software para serem instaladas e executadas. Estes são requisitos básicos, no entanto, você pode usar as configurações dos requisitos recomendados para melhorar o desempenho. A seguinte lista de requisitos e recomendações aplica-se ao SketchUp Pro 2019.

Windows 10, Windows 8+ e Windows 7+

É necessária uma conexão com à Internet para instalar e autorizar o SketchUp e utilizar alguns dos recursos. Microsoft® Internet Explorer 9.0 ou superior.O SketchUp Pro requer o .NET Framework versão 4.5.2. O SketchUp requer uma versão de 64 bits do Windows.

Notebook ou Desktop?

Isso vai depender muito de suas necessidades e da forma qual trabalha e não influenciara nos requisitos recomendados. Caso você não tenha um escritório fixo e precisa de liberdade de locomoção, para ir até o cliente e fazer apresentações ou até mesmo usa o Sketchup para apresentar e desenvolver um projeto na faculdade, é obvio que a melhor escolha será o Notebook.

Agora caso você não tenha tal necessidade de locomoção, seria recomendado um Desktop, por alguns motivos:

requisitos recomendados

– Maior preservação de sua maquina, como você não vai se movimentar isso faz com que sua maquina dure mais, o notebook tem riscos de quedas ou outras ocasiões que poderão danificar sua maquina, e sem contar o risco de ser furtado…

– O Desktop tem a vantagem de fazer Upgrade, infelizmente nossos computadores vão ficando desatualizado a cada dia que passa, então com o Desktop você consegue trocar alguns hardwares com maior facilidade e com grandes probabilidades de redução de custos, normalmente os hardwares para Desktop são mais baratos.

Vantagens do notebook

Como falamos acima, o notebook você tem a liberdade de locomoção podendo trabalhar em diversos ambientes como em sua casa, no escritório onde trabalha, em ambientes inspiradores ao ar livre, fazendo com que você possa apresentar sues projetos para clientes e até mesmo professores de seu curso.

requisitos recomendados

Independentemente de sua escolha entre Notebook ou Desktop, os requisitos recomendados são os mesmos! e ambos bem acessíveis, ou seja, não precisa de uma super maquina para rodar o Sketchup.

Quer saber mais? leia abaixo os requisitos recomendados!

Requisitos Recomendados

Hardware recomendado

– Processador 2+ GHz
– 8+ GB de RAM
– 700 MB de espaço disponível no disco rígido.
– Placa de vídeo 3D com 1GB de memória ou superior e com aceleração de hardware.
– Mouse com 3 botões

Certifique-se de que o driver da placa de vídeo suporte OpenGL versão 3.0 ou superior e está atualizado. O desempenho do SketchUp depende muito do driver da placa gráfica e da capacidade de suportar o OpenGL 3.0 ou superior. Para testar a compatibilidade de sua placa gráfica, baixe e execute o aplicativo SketchUp 2019
 Historicamente, as pessoas têm problemas com as placas da Intel com o SketchUp.

Não recomendamos usar estas placas gráficas com o SketchUp neste momento.

requisitos recomendados

Hardware mínimo

– Processador de 1 GHz
– 4 GB de RAM
– 16 GB de espaço total no disco rígido
– 500 MB de espaço livre no disco rígido

Placa de vídeo 3D com 512 MB de memória ou superior e suporta aceleração de hardware.

Certifique-se de que o driver da placa de vídeo suporte OpenGL versão 3.0 ou superior e está atualizado.

Mac OS X 10.12+ (Sierra), 10.11+ (El Capitan) e 10.10+ (Yosemite).

É necessária uma ligação à Internet para autorizar o SketchUp e utilizar alguns dos recursos. QuickTime 5.0 e navegador web Safári.

Hardware recomendado

– Processador Intel + de 2,1 + GHz
– 8 GB de RAM
– 700 MB de espaço disponível no disco rígido
– Placa de vídeo 3D com 1GB de memória ou superior com suporte a aceleração de hardware.
– Mouse com 3 botões

Certifique-se de que o driver da placa de vídeo suporte OpenGL versão 3.0OU superior e está atualizado.

requisitos recomendados

Hardware mínimo

Processador Intel + de 2,1 + GHz
4 GB de RAM
500 MB de espaço disponível no disco rígido.
Placa de vídeo de classe 3D com 512 MB de memória ou superior e suporta aceleração
de hardware.

Certifique-se de que o driver da placa de vídeo suporte OpenGL versão 3.0 ou superior e esteja atualizado.

SketchUp 2019

Com o lançamento do SketchUp 2017, removemos suporte para sistemas operacionais de 32 bits, OpenGL 2.0. Também removemos o suporte para OS X 10.9 (Mavericks.)

Suporte para alta resolução DPI

O SketchUp pode ajustar os tamanhos de ícones e elementos de desenho de modo que eles sejam dimensionados corretamente para telas de alta DPI. Os ícones são dimensionados quando o SketchUp é iniciado. Se você ajustar o DPI ou a escala (Microsoft Windows – mas apenas até 150%), você precisará reiniciar o SketchUp para ver ícones e elementos de desenho de tamanho correto.

Ambientes não suportados

Windows vista e mais antigo essas versões do Windows não são mais suportadas. Mac OS X 10.8 (Mountain Lion) e mais antigo. Essas versões do OS X não são mais suportadas.

Linux

O SketchUp não está disponível no momento no Linux. No entanto, você pode ver como outros tiveram sucesso executando o SketchUp no Linux usando o Wine.

requisitos recomendados

Ambientes virtualizados

Neste momento, o SketchUp não suporta a operação em ambientes virtualizados como VMWare ou Citrix. Por licença SketchUp Pro na seção 1.1: você não pode usar ou hospedar o software em um ambiente de servidor virtual.

Boot Camp / Parallels / VMWare

Nem Boot Camp, VMWare nem Parallels são ambientes suportados. Nota: SketchUp será executado em máquinas com vários processadores; No entanto, o SketchUp só usará um processador. O SketchUp não suporta hiper-threading ou multithreading
neste momento.

Nota: Você pode usar o Logitech 3D Motion Controllers da 3Dconnexion para criar modelos no SketchUp. O site 3Dconnexion tem mais informações sobre esses controladores.


Leia Também:

Conheça Alessandra Izelli, Arquiteta reconhecida por propor grandes soluções sem excessos.

Conheça Alessandra Izelli, arquiteta reconhecida por propor grandes soluções sem excessos.

Fotógrafo: Matheus Passos

Arquiteta que começou no ramo por incentivo do pai, se apaixonou pela profissão logo que começou os estudos. Hoje é referência no mercado em projetos complexos que exigem muita criatividade.

Assim vem construindo sua carreira auxiliando clientes que a procuram com variados desafios entre pouco espaço e muita comodidade.

Em seu instagram ela mostra inspirações, soluções criativas que aplica em cada projeto.

Alessandra contou um pouco mais desse desafio e sua história para a totalCAD em uma entrevista exclusiva, veja:

totalCAD: Qual motivo te levou a escolher arquitetura?

Alessandra: Fiz a faculdade de arquitetura por sugestão do meu pai, que é engenheiro civil e dava na aula no curso de arquitetura da UEM (Universidade Estadual de Maringá), instituição que estudei.

Ele sempre achou que eu tinha um perfil “criativo” e com o apoio e incentivo dele entrei no curso, sem saber muito bem o que iria encontrar. Aos poucos fui conhecendo melhor o universo da arquitetura e me apaixonei pelo ofício.

totalCAD: Tem algum arquiteto que te inspira?

Alessandra: Me inspiro muito em arquitetos que assim como eu conseguiram se destacar com muita dedicação.

totalCAD: Qual estilo arquitetônico você se interessa mais?

Alessandra: Gosto muito da arquitetura honesta, simples, de linhas retas, sem excessos ou rebuscamento. Nesse sentido, me identifico bastante com a arquitetura moderna, que tem sua concepção na simplicidade da forma. Em interiores, gosto bastante do estilo industrial, que tem em sua concepção a estrutura metálica, madeira e o concreto aparente e tijolinho.

Fotógrafo: Matheus Passos

totalCAD: Que outras atividades complementam a sua formação profissional?

Alessandra: Fiz mestrado em 2014 e estou constantemente participando de cursos, treinamentos e workshops de aperfeiçoamento.

totalCAD: O que considera mais prazeroso, fazer um projeto do zero ou uma reforma?

Alessandra: Fazer um projeto do zero é muito prazeroso, adoro criar algo do zero.

Mas fazer reforma é sempre muito desafiador, pois trabalhamos com diversas condicionantes e prioridades do cliente, e o resultado costuma ser muito surpreendente e impactante.

Nossa especialidade é fazer a transformação de ambientes de forma rápida, dentro do orçamento do nosso cliente e com soluções criativas, inovadoras e surpreendentes.

totalCAD: Onde você busca inspirações para os seus projetos?

Alessandra: Nossa inspiração vem da leitura que fazemos do programa de necessidades e do perfil do cliente. Hoje em dia nosso cliente nos procura com algumas referências de projetos que gostam e nos apresentam um estilo que mais se identificam.

Quando eles têm como referência um projeto nosso, flui ainda melhor! Reunimos várias referências do cliente com o nosso repertório e a nossa linguagem projetual, e assim criamos uma proposta de conceito e estilo personalizada para aquele projeto.

Um projeto nunca é igual ao outro, pois nos inspiramos sempre no usuário do espaço, no morador da casa. Ele é o protagonista do projeto e nos direciona nas inspirações projetuais.

totalCAD: Qual o processo criativo dos seus projetos? Como o cliente influencia na arquitetura?

Alessandra: O processo criativo do projeto tem algumas etapas. Primeiro reunimos as referências do nosso cliente com um programa de necessidades bem detalhado que ele nos fornece. Discutimos muito a funcionalidade e o conceito estético pretendido para os espaços.

Com essas informações definidas, primeiro criamos a planta de layout para os ambientes, na qual ficam resolvidas questões técnicas e funcionais. Depois criamos a proposta volumétrica e estética da arquitetura dos espaços, apresentada em imagens 3D.

O cliente influencia e participa diretamente de todo o processo, apresentando suas expectativas, desejos e necessidades em cada uma dessas etapas. Como já falamos anteriormente, o cliente é o protagonista e dá as coordenadas do projeto.

Nós reunimos todas as referências e anseios dele e transformamos em um projeto com a nossa marca.

totalCAD: Como faz para conciliar a opinião do cliente com os conceitos da arquitetura?

Alessandra: Nós sempre trabalhamos em cima de um briefing que é feito no início do projeto, onde o cliente nos passa suas necessidades, expectativas e um budget (orçamento estimado do projeto).

A partir dessas informações, conduzimos o projeto e todas as decisões são tomadas com base nessas informações iniciais.

O cliente muitas vezes quer ter no projeto soluções que não se encaixam nesse briefing, e nesse sentido orientamos e adequamos o projeto para que ele atenda todas as expectativas iniciais. Por exemplo, existem casos em que o cliente gostaria de colocar um determinado material ou móvel que não se encaixa no orçamento.

Orientamos o cliente sobre a relevância daquela escolha e sempre propomos soluções alternativas, que tenham um efeito parecido em um valor inferior, e nisso está a criatividade nas nossas soluções.

totalCAD: Um projeto renderizado conquista mais os clientes?

Alessandra: Com certeza, uma imagem renderizada é o que podemos apresentar de mais palpável e próximo da realidade para o nosso cliente.

Eles ficam encantados quando mostramos as imagens renderizadas. Passa confiança e credibilidade ao trabalho do arquiteto.

Fotógrafo: Matheus Passos

totalCAD: Nos fale um pouco sobre o projeto que você tem mais orgulho!

Alessandra: O projeto que eu sinto mais orgulho foi do meu apartamento e aconteceu muito por acaso.

Já faziam 3 anos que morava em um apartamento pequeno, que não atendia às necessidades da minha família, pois quando entramos no imóvel tínhamos a intenção de fazer um investimento mínimo e depois ir mobiliando com mais tempo.

Com a chegada da minha filha Maya senti necessidade de mais armários, faltava espaço para uma rotina confortável, sentíamos necessidade de uma reestruturação total de casa. Eu tinha duas opções: mudar de apartamento ou encarar uma reforma. Então decidimos fazer a reforma e planejar todos os ambientes de acordo com a nossas necessidades.

Foi um projeto feito devagar, aos poucos, com muitas alterações, dúvidas. Como é difícil projetar para si mesmo! Depois de alguns meses o projeto ficou pronto e executamos a reforma.

O conceito partia de uma pegada industrial com tudo que eu e meu marido gostamos: muita madeira, cimento queimado, tijolinho, e estrutura metálica.

O apartamento ficou irreconhecível e o resultado foi surpreendente e teve uma repercussão que não esperávamos. Além do apartamento ter ficado lindo, conseguimos nos conectar com muitas famílias que também moram em apartamentos pequenos e não conseguem organizar o espaço para as suas necessidades.

Foi um projeto que se tornou uma referência e uma inspiração para várias pessoas e nos trouxe vários projetos de reforma.

Fotógrafo: Matheus Passos

Leia Também:

Fotógrafo: Matheus Passos
Fotógrafo: Matheus Passos
Fotógrafo: Matheus Passos

Faça projetos fantásticos como a Alessandra Izelli usando o SketchUp 2019. Aproveite os 30 dias de teste grátis e faça suas modelagens 3D ainda mais profissionais. 

 


Leia Também:

 

Nova atualização do SketchUp 2019, com novos recursos.

Estamos muito animados em compartilhar com vocês algumas novidades sobre os recursos e melhorias presentes na nova atualização do SketchUp Pro 2019 e do LayOut.

SketchUp agora está mais intuitivo e divertido de usar, com foco nas melhorias das imagens, exportações, usabilidade,  e integração direta com LayOut. 

Prepare-se, seu fluxo de trabalho ganhará muitos benefícios.

Novidades no SketchUp

Aprimoramento Profissional – Exportação de imagem

Exportar gráficos 2D, arquivos rasterizados e animações ficou muito melhor. Agora você pode controlar a espessura total da linha na exportação da imagem com a nossa nova linha de escala múltiplas, encontrado no diálogos de opções de exportação.

Antes dessa mudança, os pesos de linha permaneciam os mesmos que a viewport, o que tornaria o peso da linha muito pequeno ou muito grande. Portanto, se você estiver experimentando pesos de linha muito espessos, poderá torná-los mais finos.

Além disso, as imagens .png agora são exportadas com sua transparência para que você possa ver o que está por trás do material durante a composição.

Customizações personalizáveis da unidade de medida

Você sempre precisa usar diferentes medidas de unidade para seu modelo ? Agora seu modelo pode ser customizado para mostrar diferentes unidades de medida e volume.

Por exemplo, no modelo de uma sala, você precisa usar milímetros para uma parede e metros para volume.

Tipos disponíveis de unidade : milímetros, centímetros, metros, polegadas e pés.

Melhorando o fluxo de trabalho – Seleção invertida

São as pequenas coisas que te ajudam a melhorar seu fluxo de trabalho. Este novo recurso permitirá que você selecione qualquer coisa e, em seguida, inverta a seleção de objetos.

Isso simplifica a seleção de itens e, em seguida, executa ações no inverso.

O atalho de teclado para isso será: CTRL + SHIFT + I (Windows) ou CMD + SHIFT + I (Mac).

Leia Também:

Importação de arquivo

Os dias de escolher o formato de arquivo de importação de uma longa lista acabaram.

Agora você pode arrastar e soltar TODOS os tipos de arquivos suportados diretamente na janela de modelagem.

Por padrão, você verá todos os tipos de arquivos compatíveis disponíveis para importação. Além disso, os importadores DWG e DXF agora trazem menos bordas duplicadas e confusas.

Ferramenta Eraser

Alguma vez você já apagou demais seu modelo acidentalmente?

Para tornar seu fluxo de trabalho de detalhamento um pouco mais suave e contínuo, adicionamos o comando Alt ou Cmd como teclas modificadoras para remover qualquer linha desnecessariamente destacada que você possa ter capturado acidentalmente durante o processo.

Sessão de Planos

Cortar um modelo ao longo de um plano para que você possa espiar dentro do modelo?

Nós apenas fizemos desse jeito mais suave.

Os planos de seção agora pedem ao usuário para nomeá-los antes de colocá-los no modelo. Simplesmente coloque e nomeie.

Mande para o LayOut

Agora você pode mandar seus modelos diretamente para o LayOut através de um grande conjunto de ferramentas localizadas na barra de ferramentas à esquerda. Se você não usou LayOut para seus projetos 2D antes, então aproveite todas as vantagens e comece agora.

Large Area Imports for Add Location

Agora você pode importar facilmente arquivos grandes de um site em alta resolução.

Como usar esse novo recurso? Simplesmente reduza um pouco o zoom e selecione o nível a partir do qual deseja migrar.

Observe que o uso incorreto desse recurso pode afetar negativamente o desempenho no seu modelo do SketchUp.

Confira nossa Central de Ajuda para ter certeza de como lidar melhor com muitos dados em seus modelos.

O que a de novo no LayOut?

Dimensionamento isométrico

Agora é possível fazer dimensões lineares alinhadas com um ponto de vista isométrico. Este é enorme! Como um desenho isométrico é um tipo principal de desenho no LayOut, queríamos torná-lo mais simples e direto.

Agora você pode controlar as linhas de extensão, a distância do espaçamento e alinhar as dimensões com ângulos isométricos.

Auto-texto

Semelhante a “etiquetas inteligentes”, agora você pode adicionar texto a dimensões sem interromper a medição automática. Por exemplo, digamos que você crie uma dimensão de parede.

Você pode dimensionar uma parede, adicionar a palavra “parede” e a medida da dimensão ainda será atualizada se a medida da parede mudar. Sugestão: certifique-se de que a sua cadeia tenha <>. Por exemplo, “Width <>” se transformará em “Wall 1.42m”.

Melhorias no fluxo de trabalho 

Dimensões rotativas

Agora, quando você gira seu objeto, a caixa delimitadora também é girada para que você possa continuar a escala na orientação correta.

Edição rápida

Mantendo-se consistente com a usabilidade do SketchUp, no LayOut agora você pode pressionar a tecla de retorno para editar exibições de modelo, grupos, dimensões ou rótulos! Basta selecionar, pressione voltar e comece a digitar!

Pronto pra testar? Entre em contato com nossa equipe comercial e veja como essas atualizações podem aprimorar seu fluxo de trabalho.

Na página de ajuda do desenvolvedor você também encontra um resumo com as principais novidades da versão. Veja Aqui.

 


Leia Também:

Escala Anotativa no ZWCAD. Entenda para que Serve este Recurso.

Sabemos a frustração que os usuários sentem quando seus desenhos em escala reduzida não são exibidos corretamente ou se tornam ilegíveis, resultando em desperdício de tempo corrigindo a situação.

Na versão mais recente do  ZWCAD Temos: “Objetos Anotativos”. Isso pode ser aplicado a todos os objetos usados ​​em um projeto.

Entre os tipos mais importantes de entidades que podem ser definidos como Objetos Anotativos, estão as dimensões, o texto, as hachuras e os leader’s, bem como os blocos e seus atributos.

No ZWCAD 2019, objetos tradicionais (como os de versões anteriores) e novos podem coexistir; a diferença é que, para objetos não-anotativos, o tamanho ou a escala serão calculados de acordo com a escala final de impressão ou visualização.

Para Objetos Anotativos, essa escala será aplicada automaticamente em relação direta com a escala geral da visão, resultando em visualização uniforme (em tamanho ou escala).

Entenda o Processo

No exemplo da Figura 1, vemos objetos não anotativos (verde) e anotativos (magenta e em amarelo).

Novos objetos podem ser anotados diretamente ao definir o estilo anotativo ou podem ser modificados a partir da opção Anotativo (Sim / Não) na paleta Propriedades.

Inicialmente, esses objetos são indivisíveis (a imagem superior na Figura 1), mas ao aplicar uma Escala de Anotação (a imagem inferior na Figura 1) todos os objetos de Anotação (dimensões, texto e hachuras) tornam-se claramente visíveis enquanto não-Anotativos cor) permanecem ilegíveis.

Com base no mesmo exemplo, mas aplicado em um Layout de desenho com escalas de viewport diferentes (Figura 2), todos os objetos Annotativos são consistentemente legíveis, independentemente da escala da viewport, o que não é o caso de objetos não anotativos (os da cor verde ).

Essa é apenas uma das inúmeras melhorias realizadas na versão 2020 do ZWCAD, aqui neste post contamos um pouco sobre o que há de novo na melhor alternativa CAD do mercado.

Então, agora que já sabemos como utilizar e a importância das Escala anotativas no ZWCAD 2020, faça o Downlaod e comprove sua eficiência.

 


Leia Também:

12 motivos para sua Empresa Substituir o AutoCAD e Economizar

5 Cuidados antes de Comprar um AutoCAD LT (Limitado)

Licença de Software: Aluguel ou Permanente? Entenda qual a melhor para o seu negócio.