Veja como a Arquiteta Lílian Côrtes evoluiu na metodologia BIM

No case de sucesso de hoje, conversamos com Lilian Cortes, uma arquiteta que visa projetos de alto padrão com um método de criação rápido e eficiente. Assim, para alcançar os objetivos de sua empresa, Lilian passou a utilizar o ARCHLine.XP como principal ferramenta BIM. Confira aqui as suas principais impressões sobre o software.

 

Obrigada por participar desse Case de Sucesso! Pode começar explicando melhor qual é o seu trabalho? 

Sou arquiteta e Urbanista e tenho especialização em Engenharia de Segurança do trabalho. Faço projetos de Arquitetura e executo obras. Meus projetos vão desde uma simples residência unifamiliar de Baixo e Médio até alto Padrão. Já fiz projetos de Templos, projetos comerciais como lojas em shoppings. Apesar disso, o que eu mais gosto de fazer é o desafio de tornar real o sonho dos meus clientes. Conseguir enfim, transformar o que eles não conseguem ler no papel em realidade.

Imagema da casa com renderização

Qual foi a razão pela qual você decidiu criar este projeto em específico?

Todos os meus projetos são demandados pelos clientes. Então eles me procuram pela internet, ou por indicação de outros clientes e depois de um pequeno briefing, já se sentem a vontade em expor o que eles gostariam de ter como um lar.

Especificamente nesse projeto, o cliente me solicitou uma residência clean, aconchegante, e a integração das áreas de estar e jantar com a de lazer. Então, sabendo que todos os projetos são únicos para cada cliente, e respeitando a legislação do código de obras, a ideia vai fluindo e assim criamos um projeto completamente exclusivo. 

 

Qual foi o conceito arquitetônico central que conduziu seus pensamentos através do processo criativo, o que te influenciou, de onde você tirou sua inspiração?

O conceito arquitetônico, o próprio cliente é quem dita. Assim, com as ideias dele e não havendo nenhum impedimento legal, vou criando os espaços. Há uma demanda de clientes que procuram Projetos “Clean”: Casas mais claras, espaços abertos, telhado embutido, pé direito duplo. É claramente uma tendência.

Minha inspiração vem desde imagens da internet, até procurando em lojas locais, materiais de acabamento, lançamentos, etc.

 

Qual foi o maior desafio de desenhar este projeto em ARCHLine.XP?

Meu maior desafio foi o meu medo. O medo nos trava. E desse modo, fiquei com medo de estar começando do zero em um programa no qual não tinha intimidade e eu estava presa em minha zona de conforto. Porém percebi que isso não era justificativa, pois o ARCHLine permitia fazer mais rápido os cortes, as fachadas, além de ter imediatamente o 3D.

Quando vi os vídeos do Heitor, em que ele fazia e falava “simples assim”, decidi investir no ARCHLine.XP. E assim, todo o tempo que julguei estar perdido, ganharia com a pior parte: a preparação para o projeto legal.

 

Qual é a sua função favorita do ARCHLine?

Minha função favorita do ARCHLine é com certeza a ”Dimensão”. Poder colocar todas as cotas necessárias ao mesmo tempo em um só comando e ainda posso colocar manualmente em série. E assim, só neste comando ganho horas de trabalho!

Outro comando é “Construção”: colocar as portas e janelas em três movimentos, e poder alterá-las, em tamanho, cor, material. Principalmente porque já se encaixam na posição adequada.

projeto executivo

Você já trabalhou com outro software de design antes? Como isso afetou sua experiência com ARCHLine.XP?

Já utilizei, porém não me afetou em nada. O ARCHLine é muito intuitivo e os comandos são simples de usar. Alguns comandos tem o nome parecido com outros programas pois, por serem específicos para arquitetura, não tem muito como mudar a nomenclatura, se não complicaria o uso. E acredito que esse não seria o interesse.

Imagema da casa sem renderização

Qual você diria que é a melhor maneira de aprender o ARCHLine.XP?

Primeiro, as vídeos aulas me ajudaram muito, assim como treinar bastante para entender o que os comandos executam.

Outro ponto: precisamos pensar como arquitetos, e não como projetistas. Uma laje é uma laje. Um pilar é um pilar. Então não podemos simplesmente projetar os espaços sem a preocupação estrutural. Todo conceito necessita ser voltado para um espaço que será construído.

O melhor do ARCHLine é que você precisa pensar que qualquer elemento arquitetônico deve ser visto como tal. Porque posteriormente facilita o uso, o dimensionamento e você pode extrair o máximo de aproveitamento do programa.

 

E aí, o que achou desse Case de Sucesso sobre a melhor ferramenta BIM do mercado? Faça como a Lilian e mude já para o ARHCLine.XP. Ele é um software versátil, didático e de fácil compreensão, e vai te atender em todos os níveis de projeto. Não perca a oportunidade de testar essa potente ferramenta BIM por 30 dias, de forma totalmente gratuita! Entre em contato com nossos consultores e aproveite! 

 

Post Original



Leia Mais! 

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share This