Softwares piratas: quais os riscos de utilizá-los?

Softwares piratas: quais os riscos de utilizá-los?
Rate this post

A maioria dos softwares utilizados no seu ambiente de trabalho é provavelmente produzida no exterior, certo? Isso significa que, ao adquirir o produto, você também acaba pagando por alguns impostos (como todos os produtos) – ou seja, isto pode ser considerado softwares piratas. O preço final pode parecer caro para a compra de softwares originais.

Para contornar esse problema, muitas empresas optam por fazer uso de versões alternativas ou softwares pirateados disponíveis na internet. O problema disso é que o uso de versões não licenciadas pode acarretar em diversos riscos e prejuízos para o seu negócio, como fraudes, queda de desempenho e até mesmo implicações legais por pirataria.

Entenda, a seguir, quais os principais riscos causados pelo uso de softwares piratas e por que vale a pena apostar no uso de softwares originais na sua empresa:

Infecção de  malwares por softwares piratas

A principal razão para evitar os softwares piratas na sua empresa é o alto risco de infecção por malwares — ou seja, softwares maliciosos — envolvido no seu uso.

Quase todos os programas atuais possuem comunicação com a internet, seja para receber atualizações, enviar informações ou corrigir problemas de determinadas versões. Dessa forma, optar por instalar uma aplicação pirateada abre uma porta de entrada para malwares nos seus dispositivos de trabalho.

Isso porque, mesmo que a comunicação do programa com a internet tenha sido desabilitada por uma ferramenta específica — um “crack”, por exemplo — é provável que você tenha acessado algum site suspeito para fazer o download do software. Além disso, os próprios “cracks” podem ter sido programados para aproveitar o acesso aos recursos administrativos do seu computador e a instalar malwares.

Perda de credibilidade

Manter a confiabilidade dos sistemas corporativos é uma das prioridades para as empresas que queiram garantir sua competitividade e eficiência no mercado. Afinal, já pensou no prejuízo para a sua credibilidade ao se ter dados confidenciais roubados ou expostos na internet?

 

Como os softwares originais são programados para não coletar informações sem aviso prévio, sua empresa terá maior controle sobre as informações coletadas pelo desenvolvedor e terá possibilidades de desabilitar o envio de informações, caso necessário.

 

Problemas com obrigações legais

Se a internet é a fonte da maior parte dos riscos relacionados ao software pirata, comprar um CD com uma versão alternativa é uma solução “mais segura”, certo? Na prática, não!

Pirataria é crime. Portanto, mesmo que você não encontre problemas com malwares e vazamento de informações, pode ser que venha a enfrentar consequências legais por desrespeito aos direitos da propriedade intelectual.

Mantenha em mente que as punições para o uso de produtos não licenciados são severas — no Brasil, a violação de direitos autorais acarreta em pagamento de indenização e prisão —, o que certamente pode prejudicar os negócios da sua empresa.

Mas, atenção: de acordo com a lei, vender um produto pirateado também é crime. Por isso, se você vender um software sem autorização, mesmo que não o tenha utilizado, também pode ser penalizado legalmente.

Baixo desempenho da aplicação

Optar pelo uso de softwares piratas exclui a possibilidade de aproveitar todos os recursos disponíveis nas versões originais do produto. Um exemplo disso é a ausência de suporte técnico para resolução de problemas e esclarecimentos, sempre que você precisar.

Outro exemplo é a típica queda no desempenho da aplicação falsificada: um software pirata é programado para bloquear tentativas de autenticação e geralmente tem seu código fonte alterado, o que pode gerar erros, travamentos e diminuir a performance final do programa. Além disso, já que uma solução pirata não recebe atualizações, você não vai contar com os updates de versões e resolução de bugs, realizados automaticamente nos softwares originais.

Até aqui, você já percebeu que um software licenciado apresenta uma série de vantagens, como suporte do fornecedor, maior qualidade de resposta da ferramenta e mais segurança para os seus dispositivos e processos empresariais. Abaixo, conheça mais 3 benefícios de se adquirir um produto oficial:

Praticidade

Quando você escolhe piratear um programa, está sujeito ao download de arquivos imensos que não funcionam, riscos de erros desconhecidos na instalação do software e à longa busca por um “crack” específico na internet.

As adversidades não param por aí: ainda que você quebre as senhas e consiga códigos de licença para ativar a sua versão pirateada, existem métodos que permitem às empresas identificarem o uso de um programa não licenciado por um usuário.

Assim que isso acontece, pode ser que você receba diversas mensagens de alerta ou perca o acesso aos principais recursos do software a qualquer momento do seu trabalho.

Competitividade

Se você optou por um software original, tem a garantia de que está lidando com a versão mais atualizada do mercado, com acesso a todas as funcionalidades e recursos do programa em questão.

Algumas soluções, como o Office 365, têm ferramentas para armazenamento na nuvem e uso por meio de dispositivos móveis, disponíveis apenas nas versões licenciadas.

Assim, para se manter competitivo no mercado, contar com recursos tecnológicos de ponta, suporte técnico 24 horas por dia, ferramentas para recuperação de desastres e ainda evitar problemas de desempenho em momentos críticos, o melhor caminho é investir em soluções autorizadas.

Além disso, competidores que estão sendo desleais com uso de softwares piratas estão suscetíveis a denúncia e  podem pagar altas multas por isso. Há um portal da ABES (Associação Brasileira de Softwares) que permite a denúncia anonima daqueles que não estão em conformidade com a lei. 

Maturidade

Ao adotar softwares genuínos no seu ambiente de trabalho, você diz muito sobre o grau de credibilidade, maturidade e governança dos seus negócios.

Em primeiro lugar, isso demonstra que a segurança é uma das suas prioridades, facilitando a confiança mútua de clientes e parceiros em relação à sua marca.

Para além de garantir que os seus softwares estejam de acordo com as leis de propriedade intelectual, o uso de softwares licenciados demonstra que seus dispositivos estarão menos susceptíveis a riscos de infecções por malwares e que as informações sigilosas contarão com a devida proteção.

Mais do que isso, optar por adquirir um produto original indica que você tem consciência dos impactos da pirataria para a economia global: de acordo com um estudo da Business Software Alliance (BSA), a pirataria de softwares gera um prejuízo econômico de R$ 300 bilhões por ano.

Não use software Pirata

Existem diversos softwares de baixo custo e alto desempenho no mercado com suporte técnico e legalizado no Brasil.
Separamos uma lista de alguns deles. Veja o SketchUp legalizado, alternativas para o Autocad e muito mais.  

Veja aqui a lista completa de softwares.

Gostou do post de hoje? Para estar sempre por dentro de novidades relevantes e conteúdos como esse, não deixe de seguir a TotalCAD nas redes sociais – estamos no Facebook, LinkedIn, Twitter, Instagram e YouTube!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.