Maquete eletrônica: 10 motivos para usar em apresentações de projetos

A maioria dos profissionais da construção civil usa, hoje, computadores para desenhar plantas e cortes, modelar uma maquete eletrônica, fazer planilhas ou preparar documentações. Nas duas últimas décadas, ossoftwares CAD (em português, desenho assistido por computador) têm avançado tanto que pode ser difícil adaptar-se às inovações.

A principal forma de apresentar projetos atualmente é por meio da maquete eletrônica: construção tridimensional que simula espaços internos e externos e que veio para modificar completamente o modo de projetar. Quanto maior a precisão na construção dos modelos, menores são as chances de erros na execução.

É inegável o quanto essas ferramentas reduzem o trabalho com desenhos que, em épocas passadas, demandavam semanas de dedicação dos profissionais de arquitetura e engenharia. Agora, é possível focar na excelência das soluções com muito mais praticidade.

Se você é um profissional de arquitetura ou engenharia e ainda não está convencido de que precisainvestir nesse conhecimento, destacamos, a seguir, 10 razões para explorar as maquetes eletrônicas. Acompanhe!

1. Ótima relação custo/benefício entre software e maquete eletrônica

É verdade que vários dos programas mais conhecidos demandam altos investimentos — em cursos, tempo de aprendizado e compra de licenças de uso. Mas também é possível encontrar alternativas gratuitas de excelente qualidade que lhe possibilita a projetar uma maquete eletrônica. Confira aqui.

A principal diferença entre os dois tipos é que as gratuitas não têm algumas das ferramentas mais avançadas existentes nas versões pagas. No entanto, o desempenho não é gravemente prejudicado: elas continuam trazendo rapidez às várias etapas da atividade projetual.

Os softwares, sejam pagos ou não, devem ser adquiridos com representantes ou em sites oficiais. Aliás, atenção: o download de programas em locais alternativos abre espaço para a invasão de vírus, que podem prejudicar a performance e a segurança do seu computador.

maquete eletrônica

2. Facilidade no manuseio

Assim como ocorre com qualquer outra ferramenta que não seja tão familiar, o manuseio dos programas de modelagem parece complicado e impossível de se aprender em um primeiro momento.

No entanto, existem ótimos sites que oferecem pacotes bem acessíveis de tutoriais dos vários softwares. O mais importante é não desistir! Com mais tempo de uso e dominando melhor os comandos, é possível atingir uma ótima produtividade.

maquete eletrônica

3. Criatividade ilimitada

Ao contrário do que se pode pensar, os softwares CAD não necessariamente limitam seus meios de criação. A grande variedade de ferramentas internas de desenho permite a elaboração de formas orgânicas ou geométricas, simples ou rebuscadas.

Caso tenha dificuldades de pensar diretamente em frente à tela vazia do software, uma boa solução é definir as principais linhas e diretrizes do seu projeto manualmente e, só depois, transportar esses conceitos para o computador.

4. Possibilidade de testar soluções

Projetar nesses programas facilita — e muito! — as modificações, sejam de revestimentos, de iluminação, de volumetria ou de fachada, quando necessárias. Pensando na demanda pelo desenvolvimento sustentável, é possível testar o desempenho energético da edificação ou do ambiente frente às condições climáticas nas quais a construção será executada.

Devido à escassez de recursos naturais dos últimos anos, esse aspecto é importantíssimo. Por isso, é preciso pensar sempre no consumo consciente de água e energia elétrica, além de dispor os resíduos de maneira a não prejudicar tanto o ambiente como os sistemas urbanos.

Assim, os profissionais produzem uma multiplicidade interessante de soluções para seus clientes, demonstrando diversos estilos construtivos e formas de corresponder às suasexpectativas.

5. Personalização do modo de trabalho

As ferramentas computacionais admitem vários níveis de customização. Desse modo, cada profissional pode (e deve) adequá-la aos seus padrões de formatação e à sua forma de desenhar, evitando retrabalhos desnecessários.

Outro tipo de personalização refere-se às configurações dorenderizador (ferramenta que dá ao desenho o aspecto de realidade, como uma foto real) e ao tratamento da imagem após a renderização. Essa última prática ajuda a alterar detalhes que aumentam ainda mais o nível de realidade da imagem final, como a saturação de cores e o brilho.

6. Economia de tempo e recursos

Representar projetos com maquetes eletrônicas também resulta em economia de recursos: seu escritório gasta menos com impressões e a fabricação de modelos físicos, o que gera menos resíduos provenientes do descarte de propostas não utilizadas. O planeta agradece!

 7. Redução da quantidade de erros

Com imagens tão acessíveis, as más interpretações de seu material são reduzidas ao mínimo — afinal, os clientes não são obrigados a ter domínio técnico para compreender totalmente os projetos por meio apenas de plantas baixas e cortes.

Pelos mesmos motivos, a maquete eletrônica funciona bem também para evitar erros por parte da equipe de obra. Isso vale tanto para a compra de materiais quanto para a execução das etapas do projeto.

8. Compatibilização sem complicações

Ao escolher softwares que se integrem à tecnologia Building Information Modeling (BIM), por exemplo, você simplifica uma fase importantíssima: a compatibilização de projetos, que é essencial para que sua obra transcorra da melhor forma possível. Mas como funciona oBIM?

A partir do modelo 3D completo inserido, o sistema extrai todas as informações complementares — plantas, cortes, quantificação, precificação de insumos, dentre outras. Assim, a documentação não precisa ser encaminhada para vários profissionais diferentes nem enfrentar problemas como perdas ou alterações desnecessárias.

Se os programas escolhidos incluírem aplicativos para tablets e smartphones, melhor ainda. Assim, profissionais e clientes podem ter acesso aos arquivos, de qualquer lugar.

9. Facilidade na apresentação de projetos

Apresentar projetos 3D bem modelados em uma maquete eletrônica permite uma visualização com alto nível de realidade e em vários ângulos, especialmente após a renderização e o tratamento final da imagem. Isso traz credibilidade aos profissionais envolvidos, impressiona e conquista os clientes (que vão perceber como aquela solução pode atender bem às suas necessidades).

Para tanto, faz toda a diferença utilizarblocos ricos em detalhes — existem amplas coleções deles, feitas por profissionais especializados. O SketchUp, por exemplo, tem a maior biblioteca de blocos 3D do mundo.

10. Enriquecimento do portfólio

Elaborar um portfólio com imagens das propostas elaboradas por você e sua equipe, antes mesmo delas ficarem prontas de verdade, deve ser um de seus principais interesses. Os benefícios são muitos:

  • é mais atrativo, do ponto de vista do cliente, do que uma série de desenhos técnicos;
  • facilita a venda dos serviços;
  • o design do portfólio fica visualmente mais interessante;
  • a alteração e a aprovação dos projetos são muito mais rápidas.

Todos esses fatores, unidos, trazemvisibilidade e autoridade dentro do mercado de arquitetura de sua região. E isso significa o fechamento de mais propostas e maior rentabilidade!

Existem softwares de diferentes níveis de complexidade, desde os mais acessíveis até os mais exigentes, como SketchUp, Promob, Revit e 3D Max. Cada um tem diferentes vantagens, que dependem do nível de adaptação do profissional. Dentre os citados, o quemenos exige computadores com configuração sofisticada é o SketchUp, o mais utilizado no mundo.

Pronto para investir na maquete eletrônica para a apresentação de seus projetos? Comece o quanto antes e se diferencie no mercado. E, para receber nossas dicas e novidades sobre arquitetura e engenharia, assine nossa newsletter!

 

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share This