Veja como o Filme Ascendant’s utilizou V-Ray em suas gravações

Nós já sabemos que o V-Ray é imprescindível na finalização de nossos projetos. Seja um projeto arquitetônico ou até mesmo filmes e comerciais. Hoje, reunimos para vocês como Christian Debney, supervisor de efeitos visuais, levou seus efeitos a outro nível com a Chaos Cloud (renderização na nuvem).

Primeiro precisamos entender o contexto que o filme se passa. Vamos lá?

Presa em um elevador, a protagonista de Ascendant, Aria Wolf (Charlotte Best), descobre segredos de seu passado enquanto despenca 100 andares de uma vez. O diretor e co-roteirista Antaine Furlong transforma esse cenário claustrofóbico em um amplo filme de ação de ficção científica.

Os supervisores de efeitos visuais da Ascendant foram Christian Debney, que lidou com os elementos 3D, e seu parceiro de negócios e talentoso artista do Flame, Jonathan Hairman. Eles lideraram uma equipe de apenas 12 animadores e cinco compositores, utilizando V-Ray para 3ds Max e Chaos Cloud para entregar rapidamente mais de 400 fotos VFX do filme.

Aqui, Christian conta a Chaos Group como Chaos Cloud ajudou seu pequeno estúdio a alcançar grandes resultados. Traduzimos para você esse incrível bate papo.

Renderização na nuvem fácil e simples. Direto da interface do V-Ray. Apresentamos o serviço “push-button” de renderização na nuvem para artistas e designers. Clique “render” e a Chaos Cloud cuida do resto.

Chaos Group: Como você se envolveu com o Ascendant?

Meu primeiro curta, Good Luck Jeffrey Brown, foi produzido por Jacqui Louez e Josh Pomeranz. Josh dirige a Spectrum movies, a principal empresa de edição da Austrália, sendo assim trabalhamos juntos por muitos anos desenvolvendo projetos de filmes, e o trabalho do Ascendant veio através dele. Nós nos encontramos com o diretor, o cinegrafista e os produtores e o resto é história é o que o filme nos conta.

Fonte: https://youtu.be/P6vOhD_fI2I

Chaos Group: Quais foram as fotos mais desafiadoras e por quê?

Quanto mais trabalhávamos com o diretor, mais percebíamos que os efeitos visuais eram quase um personagem dentro do filme. Além do grande volume de tiros, escalando de 75 para mais de 400, os elementos mais desafiadores foram os efeitos de fraturamento. Decidimos usar o 3ds Max, mas, como o destino queria, o tyFlow foi lançado, o que nos permitiu fazer coisas que não tínhamos sido capazes no 3ds Max, ou pelo menos não tão facilmente.

Fonte: https://www.chaosgroup.com/blog/cloud-rendering-ascendants-effects

Chaos Group: Quais são os softwares que você utiliza no fluxo de trabalho?

Só usei o 3ds Max e o V-Ray para o 3ds Max, já que o filme era principalmente fotos do ambiente de um elevador dentro de um poço de 120 andares.

“Tenho testado o Chaos Cloud desde que começou e estou muito impressionado, então foi uma escolha óbvia.”

Chaos Group: O que fez do Chaos Cloud uma ótima opção para esta produção?

Somos apenas um pequeno estúdio e não temos uma grande estação de renderização, e realmente não queremos uma, para ser honesto. Gostamos de pensar no futuro.

Estávamos empregando alguns de nossos funcionários remotamente pré-COVID! Então, algum tipo de renderização em nuvem veio naturalmente e foi nosso foco principal. Tenho testado o Chaos Cloud desde que começou e estou muito impressionado, então foi uma escolha óbvia.

Chaos Group: Existe alguma maneira interessante ou incomum de usar a Chaos Cloud?

Tínhamos uma equipe de pessoas que realmente estava empurrando a nuvem, então eles sabem mais do que eu, mas principalmente fizemos passagens de nevoeiro separadas e a beleza. A melhor coisa sobre Chaos Cloud foi que depois de carregarmos o elevador completo e o modelo do poço, que era um grande trunfo, a única coisa de que precisaríamos carregar eram as câmeras e os adereços ou mudanças de iluminação, o que realmente acelerou todo o processo .

Fonte: https://www.chaosgroup.com/blog/cloud-rendering-ascendants-effects

Chaos Group: Ouvimos dizer que você estará sentado na cadeira do diretor em seu próximo projeto! Você poderia nos dar uma amostra do que esperar?

Atualmente, estamos em pré-produção de um longa-metragem de terror que será meu primeiro longa-metragem como diretor. Passei muitos anos dirigindo videoclipes em Londres e dirigi alguns estúdios VFX lá.

Mas isso não é tudo: estou no meio de um projeto de filme de realidade virtual no qual venho trabalhando há algum tempo, que foi o primeiro projeto que executei no Chaos Cloud. Também estou dirigindo um documentário de longa-metragem que contém animação. E acabamos de ter um bebê, então a vida é muito agitada!

Além de criar e desenvolver nossas próprias produções, o Stage 23 está se preparando para alguns filmes realmente interessantes este ano. Estamos sempre em busca de artistas talentosos. Reconhecemos que muitos artistas desejam ter uma contribuição mais criativa no processo de filmagem e isso é algo que gostamos de encorajar. Como uma empresa criada por artistas, é algo que respeitamos.

Agora, a renderização na nuvem está dentro do V-Ray. E é fácil como apertar um botão.

Cuidamos de tudo para você automaticamente, do licenciamento ao upload de suas cenas até o lançamento de máquinas virtuais, para que você tenha seu trabalho pronto rapidamente.

Transforme seu computador em um supercomputador

E se você pudesse renderizar uma animação inteira no mesmo tempo que leva para renderizar um único frame? Agora você pode.

Com Chaos Cloud, você agora tem seu próprio supercomputador. E ele cresce com você para qualquer trabalho que vier pela frente.

Renderize enquanto trabalha

Continue criando. Deixe a Chaos Cloud fazer o render para que você possa continuar trabalhando.

E você ainda pode renderizar múltiplos projetos ao mesmo tempo. Afinal, você tem coisas mais importantes para fazer do que esperar.

Sobre Christian Debney

Depois de se formar em Model-Making – o primeiro trabalho de Christian foi criar sabres de luz e adereços de arma para Star Wars: Episódio I – The Phantom Menace no Reino Unido antes de ir para Sydney, Austrália, para trabalhar em Star Wars: Episódio II – Ataque dos Clones.
Enquanto criava seus próprios curtas, ele aprendeu 3D sozinho e, consequentemente, começou a trabalhar com efeitos visuais no programa de TV de ficção científica Farscape e dirigiu videoclipes para Coldplay e Simple Minds.
Hoje, Christian dirige a Stage23, uma empresa VFX sediada no Fox Studios em Sydney, enquanto trabalha em seus próprios projetos de direção.

E ai, pronto para começar a renderizar na nuvem?

Traduzido de: https://www.chaosgroup.com/blog/cloud-rendering-ascendants-effects


Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share This