Como alterar tracejados, cores e espessuras de linhas no SketchUp?

Como alterar tracejados, cores e espessuras de linhas no SketchUp?
5 (100%) 1 vote

Uma das novidades da última atualização da Trimble para os softwares SketchUp Pro e LayOut em 2020 foi possibilitar a edição da aparência das linhas (espessuras, cores e tracejados) em viewports do SketchUp LayOut. Antes disso, na atualização do SketchUp Pro em 2019, a Trimble introduziu o recurso de alteração de tracejados em linhas.

Tais implementações permitiram ao usuário melhorar sensivelmente a representação gráfica de seus projetos, porém, à primeira vista, pode ser um pouco complicado entender como tirar o melhor partido dos recentes recursos de edição de linhas. Neste post, pretende-se explicar o que é possível fazer quanto aos estilos de linhas no SketchUp Pro e LayOut.

Como alterar a aparência de linhas no SketchUp Pro

Em 2019, o SketchUp Pro passou a oferecer a possibilidade de se realizar a alteração de tipos de linhas de acordo a partir das Camadas (Layers), que agora se chamam Etiquetas (Tags). Em princípio, a alteração é feita de forma simples: a) na janela Etiquetas (Tags), encontre a etiqueta que classifica as linhas que você quer alterar; b) depois, clique onde está escrito, por padrão, “Predeterminado” e c) escolha o estilo de tracejado para as linhas. Na figura 1, observa-se a alteração na etiqueta Porta 2D.

Figura 1

Este ajuste é simples, mas existe uma “pegadinha”. Para que a alteração nas linhas seja efetiva, o SketchUp Pro considera a etiqueta associada ao objeto de mais alto nível hierárquico que contém as linhas, seja este um grupo ou componente. A Figura 2 ilustra o que pode acontecer, com relação ao exemplo acima, das portas, caso haja uma pequena diferença no modo como os objetos são organizados.

Figura 2

Portanto, para que a alteração nas linhas seja efetiva, o SketchUp Pro utiliza, como referência, a etiqueta do objeto – neste caso, o “Abertura 2D”, ou seja, ignora as etiquetas aplicadas aos elementos que estão dentro do objeto.

Se, no exemplo acima, a etiqueta Porta 2D fosse aplicada ao objeto “Porta 01” ou “Porta 02”, todos os objetos dentro destes passariam a ter seus contornos tracejados. Observe esta aplicação ilustrada.

Figura 3

É preciso lembrar que, pelo SketchUp Pro, existe apenas a possibilidade da alteração do estilo de traço aplicado às linhas por meio das etiquetas. Desta forma, não é possível utilizar as etiquetas para realizar alterações nas cores e nas espessuras das linhas. Estes ajustes podem ser realizados no SketchUp LayOut, conforme explicado a seguir.

Como alterar a aparência de linhas no SketchUp LayOut

A grande novidade da atualização 2020.2 do SketchUp LayOut é o recurso que permite a alteração do estilo de linhas (cores, espessuras e tracejados), utilizando as etiquetas como referência. A aplicação de tais alterações é realizada por viewport, ou seja, cada viewport armazena diferentes informações de ajustes em linhas, o que permite grande flexibilidade na realização de modificações na representação gráfica de um projeto.

Para exemplificar como é possível alterar a aparência de linhas no LayOut, será utilizado o mesmo exemplo explorado na explicação anterior. Na Figura 4, é possível observar que, depois de a) selecionado o viewport, é preciso b) escolher a etiqueta para c) realizar a alteração na aparência das linhas associadas à esta etiqueta.

Figura 4

O modo de se realizar o ajuste é muito semelhante ao processo utilizado no SketchUp Pro, porém há um diferença importante entre os dois programas, com relação à referência adotada para efetuar a alteração gráfica. Ao contrário do SketchUp Pro, o SketchUp LayOut usa, como referência para a alteração de estilo, a etiqueta associada a cada elemento de desenho, ignorando as etiquetas aplicadas aos objetos (grupos ou componentes). O diagrama apresentado na Figura 5 explicita estas relações.

Figura 5

Portanto, em resumo, estes foram os principais pontos apresentados neste post:

  • No SketchUp Pro é possível realizar alterações no tracejado de linhas, mas não é possível alterar cores e espessuras. São utilizadas as etiquetas como critério de diferenciação;
  • O SketchUp Pro considera, para a alteração do tracejado de linhas, a etiqueta aplicada ao objeto de mais alto nível hierárquico;
  • No SketchUp LayOut é possível alterar, por viewport, a aparência de linhas – cores, espessuras e tracejados. As etiquetas são utilizadas como critério de diferenciação;
  • O SketchUp LayOut considera, para alterar a aparência das linhas, as etiquetas aplicadas aos elementos de desenho. Esta escolha hierárquica é, portanto, completamente oposta àquela utilizada no SketchUp Pro.

João Gaspar é mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Arquitetura, Tecnologia e Cidade pela Universidade de Campinas (Unicamp) desde agosto de 2019 e arquiteto formado pela FAU-USP em 1999. Tem mais de 19 anos de experiência em ensino, pesquisa e criação de material didático, à frente do TI Lab (centro de treinamento e especializado em BIM) e da ProBooks Editora, que têm sua sede em São Paulo. Desde junho de 2017, Gaspar é Secretário da Comissão de Estudos Especiais 134 da ABNT, responsável pela criação, edição e publicação das normas BIM brasileiras. Como pesquisador, destacam-se a publicação e apresentação de artigos em importantes conferências: CIB W78 2018 (Chicago, EUA) SIGraDI 2017 (Concepción, Chile), CIB W78 2015 (Eindhoven, Holanda) e TIC 2015 (Recife). Gaspar também foi conferencista convidado para a mesa-redonda BIM e Educação na SIGraDI 2015 (Florianópolis). Pela ProBooks Editora, João Gaspar atuou como editor dos livros 101 Conceitos em Arquitetura e Urbanismo na Era Digital, Arquitetura contemporânea e automação: prática e reflexão e Métricas Urbanas: abordagens paramétricas no planejamento de bairros e cidades sustentáveis. Como autor, destacam-se os livros Revit passo a passo – volume I (em parceria), ARCHICAD passo a passo, volumes I e II (em parceria), Vectorworks passo a passo e SketchUp Pro 2013 passo a passo. Pela Editora Brasport, Gaspar assina o capítulo O papel da BIM (Building Information Modeling) na gestão dos processos de projeto e obra; no livro Bússola de Gestão na Construção Civil lançado em 2018. Este trabalho foi finalista no Prêmio de Excelência BIM do SINDUSCON-SP de 2018.

Acompanhe o João Gaspar e a TI Lab

Instagram: @ti_lab_probooks

Site: www.tilab.com.br/

Gostou do Post de hoje? Então acompanhe mais se inscrevendo em nosso blog para receber mensalmente dicas valiosas em nossa newsletter!

Até o próximo post! 


Leia Também:

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.